4 Cães, 1 apartamento e nosso Banheiro para os 3 Gatinhos

Há cada dia, sinto mais vontade de sentar aqui e começar a escrever sobre Gatinhos.

Como sou nova no Universo dos gatos, todas as descobertas estão sendo mágicas, então, acabo me policiando para não sentar aqui e te contar sobre a minha empolgação quando pela primeira vez, percebi o amor dos Gatos por altura…. ahahaha… Todo mundo sabe que gato ama altura, mas nem todo mundo presenciou um Gatinho descobrindo que ama altura, entende? ahahahah

Só para te tranquilizar, não vou deixar a “Lu Viaja” assumir o post! Hoje, vamos falar de banheiro, tá? Banheiro de gatos!

Calma, calma, calma, juro que faz muito sentido esse post…ahahaha…

Na empolgação de duas adoções, como poderíamos parar para pensar que o Banheiro dos Gatinhos seria um gerador de “dor de cabeça” em nossas vidas? Moramos em um apartamento com 4 cachorros e decidimos aumentar a família adotando 2 Gatinhos.  Realmente não imaginávamos que os nossos doguitos iam amar se alimentar da caquinha de felinos e… amar… enfiar as fuças na areia cheia de pipi dos gatinhos. Afff… neh…

Informação um tanto óbvia para entendedores das duas especies. Nós, só entendiamos de uma.

Adotamos os dois primeiros bichanos com uma amiga super expert em Gatos, então, a ideia era ir até a casa dela para buscar os filhotes e lá aprender um pouco mais sobre a experiência dela com todas as necessidades de um Gato.

Antes de conversar com ela, já tínhamos lido artigos e assistido alguns vídeos falando sobre os tipos de Banheiros sanitários para Gatinhos. Não tem segredo! Existem os Banheiros Abertos e os Fechados.

Minha amiga usa o Banheiro Aberto, por uma questão de praticidade e para ela funciona super bem. Porém, minha amiga mora em casa, nós moramos em apartamento, minha amiga não tem cachorro, nós temos quatro! Enfim, já deu para perceber e entender que cada caso é um caso, neh.

Bom, no dia da adoção, antes de chegar em casa passamos no Pet Shopping, com os dois a tira colo, para comprar o Banheiro dos bichanos. Nos deparamos com vários modelos e constatamos que os Banheiros Fechados eram mais caros, porém bem interessantes. A ideia das necessidades dos bichanos ficarem bem escondidinhas atingiu meu coração, confesso!

Não cogitamos comprá-lo, por medo de investir e não funcionar, além do fato de termos lido alguns artigos falando sobre o cheirinho ruim que podem causar, já que todas as necessidades dos gatinhos ficam em uma caixa de plastico fechada.

Já os Banheiros Abertos, eram bem mais acessíveis, tinham vários bem simplezinhos.  Optamos por ele por dois motivos…

Primeiro: Existiam vários bem baratinhos, logo, se não desse certo não seria “triste” trocar.

Segundo: Os gatinhos ficariam no quarto, separados dos cachorros, até acontecer a adaptação de todos. Assim sendo, teríamos tempo para “testar” o banheiro.

Usamos o Banheiro Aberto por alguns meses, entretanto, o tempo foi passando, cachorrinhos e gatinhos ficaram amigos. Foi aí que nos deparamos com o primeiro obstáculo…

Bichinhos soltos pela casa, tudo junto e misturado… e agora? Onde colocar o Banheiro dos Gatinhos? Realmente não temos lugares altos aqui em casa e em lugares baixos os cachorrinhos teriam acesso a areia.

Depois de quebrar a cabeça, decidimos colocar uma Grade de proteção na porta de um dos nossos banheiros e colocamos o Banheiro dos Gatinhos lá, no chão. Como os Gatinhos ainda eram filhotes e não conseguiam pular a grade com facilidade deixávamos a grade parcialmente fechada com o auxilio de um barbante para que os cachorrinhos não conseguissem entrar para futricar na areia, mas os gatinhos sim.

Um exemplo total improvisado para você entender melhor…

Ok, deu certo!

Porém, os gatinhos começaram a crescer e a sujeira com a areia foi aumentando. Por mais limpinhos que eles sejam, quando iam esconder o cocô e o pipi jogavam um tanto de areia para fora da bandeja.

O próximo passo seria decidir se comprávamos um Banheiro Aberto mais profissional e maior ou se comprávamos um Banheiro Fechado.

Decidimos arriscar no Fechado e foi a melhor decisão da vida!!!!

Vou listar alguns motivos para explicar a nossa preferência pelo banheiro fechado, tá?

1.

Facilitou muito a minha vida durante a limpeza, praticamente não cai areia no chão. Até pode acontecer um acidente ou outro se areia grudar na patinha do peludo, mas muito raro.

Banheiro sem a tampa e antes de colocar a areia

2.

Toda a caquinha fica bem escondida dentro daquela caixa maravilhosa. Não temos área externa como uma casa, então não dá muito para esconder a sujeirinha, nossa área de serviço já é ocupada pelo banheiro dos cachorros, enfim… neste quesito foi maravilhoso e higiênico!

Eles amam areia limpa, quase sempre correm para usar quando trocamos

3.

Os gatinhos adoram a privacidade que o Banheiro Fechado oferece, podemos deixá-lo em qualquer lugar do apartamento que eles super usam.

Não, Sheldon Cooper não está sentado, ele está fazendo xixi mesmo

4.

Não impede, tá!? Mas dificulta um pouco  a vida dos cachorros na hora de mexer na areia dos bichanos. Dependendo do cachorrinho o trabalho não vale a pena… Dependendo, vale muito, neh…ahahaha O fato da areia e as caquinhas não ficarem expostas diminuiu demais a curiosidade dos nossos cachorros… Com o passar do tempo, os peludos passaram a praticamente não notarem a presença do Banheiro felino pela casa.

Banheiro com a Tampa

5.

Sempre mudo um dos banheiros de lugar, e não preciso me preocupar se a sujeira vai ficar “exposta”.

Eles não tiveram dificuldade para aprender a usar, foi bem instintivo mesmo

Hoje, temos dois Banheiros Fechados na Casa. O ideal é ter quatro, pois temos três gatos. Mas como consigo manter a areia sempre limpa, por passar bastante tempo em casa, até agora esse número de banheiro está bem aceitável.

Quanto ao cheirinho… é assim… Nós limpamos a areia dos Gatinhos 1 vez por dia e isso já mantém o banheiro bem higienizado e sem cheiro forte. Claro, tudo vai depender da disponibilidade dos papis de gatos para higienizar o Banheirinho, mas isso serve para o Banheiro Aberto também.

Quanto aos cachorros… Tudo depende do Cachorro e da nossa paciência. Aqui em casa, “quens” gostam de mexer na areia e COMER o cocô são o Chaplin e o Butikus. No inicio era mais complicado, sempre que acontecia falávamos “Não”, quando pegávamos no ato. Com o passar do tempo foi diminuindo. Hoje, não acontece mais… É claro, que não acontece, porque a areia não está com cheiro forte, mas mesmo com cocôzinho dentro eles não tem mexido mais.

Então, realmente, acho que o Banheiro Fechado, para a nossa família, foi uma boa aquisição. Funcionou maravilhosamente bem.

 

 

Espero ter ajudado!

Abraços, Lu

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *